Voltar Publicada em 26/01/2021 | Ji-Paraná

DECRETO – Em Ji-Paraná, vigilância sanitária promove ação integrada de fiscalização

Ação ocorreu em parceria com PM, AMT, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil

 

A Vigilância Sanitária de Ji-Paraná (RO) promoveu uma ação integrada de fiscalização, em obediência ao Decreto Estadual N.° 25.728, para conter a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). A operação contou com a parceria da Polícia Militar (PM), Autarquia Municipal de Trânsito (AMT), Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil.

O decreto do governo do Estado restringe a circulação de pessoas em espaços e vias públicas, das 20h às 6h, nos municípios que estão nas fases I e II do Plano Todos por Rondônia. A medida estadual segue em vigor até esta terça-feira (26), mas pode ser prorrogada pelo governador Marcos Rocha.

“Essa operação tem acontecido diariamente, no início desse período de restrição da circulação de pessoas, e é desenvolvida durante toda a noite, pela Polícia Militar, com todo o contingente de plantão”, detalhou Antelmo Ferreira, diretor da Vigilância Sanitária de Ji-Paraná.

Segundo o diretor, a medida de restrição é necessária para tentar conter o avanço da doença, evitando um possível colapso no sistema de saúde. A rede pública e a rede privada estão no limite operacional, sem novos leitos para atendimento de pacientes com Covid-19.

Além da restrição da circulação em espaços públicos, o Decreto Municipal N.º 14374, de 15 de janeiro de 2021, também suspende a venda de bebidas alcoólicas em todos os estabelecimentos do município, independente do horário.

 “Nós estamos trabalhando em um processo de conscientização, mas, para que resistiram, nós tivemos que fazer a interdição do estabelecimento. Até agora, nós interditamos nove estabelecimentos na cidade e já foram visitados, presencialmente, mais de 100 estabelecimentos”, explicou Antelmo Ferreira.

Durante a vigência dos decretos, espaços públicos como o Beira-Rio Cultural, Praça Bruno Calixto (Jardim dos Migrantes) e o Centro Desportivo de Lazer Walmar Meira (Cedel BNH) continuam interditados.

“Nesse momento, a gente pede a colaboração de todos, pois os hospitais estão lotados. A PM, juntamente com a Vigilância Sanitária e os demais órgãos, está saindo para notificar quem está descumprindo o decreto. Mas, contamos com a colaboração da população, para conseguir vencer essa pandemia”, declarou o tenente da PM Fernando Souza, comandante do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo).

 

 

Fonte: Assessoria

Fotógrafo: Divulgação

Para entrar em nosso Grupo de Notícias do WhatsApp - Facebook - Telegram
CLIQUE UM DOS GRUPOS