Voltar Publicada em 05/05/2022 | Vilhena

REGIME SEMIABERTO – Em Rondônia, homem que matou outro à pauladas é julgado e condenado a 6 anos de prisão


 

Para entrar em nosso Grupo de Notícias do Facebook
CLIQUE NO GRUPO

Na madrugada do dia 30 de dezembro de 2020, moradores da rua 9.311, no bairro Assossete, em Vilhena (RO), chamaram a polícia após ouvirem gritos.

Quando chegaram ao local, os policiais o corpo de Valter Elói Pedroso de Andrade, que tinha 43 anos. Ele foi espancado até a morte com uma balaústre. 

A violência dos golpes aplicados na região da cabeça da vítima causou a perda de massa encefálica.
 
As investigações apontaram que o agressor teria sido Ailton Farias, de 44 anos, que naquele dia teria participado de uma espécie da confraternização na qual estavam, além dele e da vítima, outros dois homens. 
 
Após seis meses de investigações, Ailton foi indiciado e preso em junho do ano passado. Conforme o delegado que presidiu as investigações, durante a bebedeira horas antes de sua morte, Valter Elói teria repreendido Ailton, que estariam cantando alto, o que lhe incomodou.

Os dois somente não teriam “saído no braço” porque houve a interferência dos outros homens que estavam no local.

Momentos depois, quando eles saíram do local, Ailton atacou Valter Elói com um pedaço de madeira, causando a sua morte.  
 
Durante o julgamento realizado ontem, em Vilhena, os jurados afastaram a qualificadora de meio cruel e condenaram o acusado por homicídio simples, crime pelo qual recebeu pena de 6 anos no regime semiaberto.

 HOMEM MORTO

 

Fonte: Folha do Sul Online

Fotógrafo: Folha do Sul Online

Para entrar em nosso Grupo de Notícias do WhatsApp - Facebook - Telegram
CLIQUE UM DOS GRUPOS