Voltar Publicada em 12/01/2022 | Ji-Paraná

NA CADEIA – “Serial killer” de Ji-Paraná que comia os olhos, as orelhas e bebia sangue das vítimas é preso no Mato Grosso


 

Para entrar em nosso Grupo de Notícias do Facebook
CLIQUE NO GRUPO

Os policiais militares do 9º Batalhão conseguiram prender, no início da noite de ontem (terça-feira,11), no bairro Tijucal, em Cuiabá (MT), um serial killer foragido da Justiça de Rondônia.

Djalma Campos Figueiredo usava documento falso e acabou sendo pego após uma denúncia anônima.

Ele é acusado por crimes de homicídio em série em Ji-Paraná (RO), na região central de Rondônia. Segundo consta, ele tinha o costume de comer os olhos, a orelha e beber sangue das vítimas.

Segundo as informações do 9º Batalhão, a equipe recebeu informações de que, em uma casa do bairro, havia um homem foragido da Justiça.

Os PMs foram até o local e encontraram o homem que, no primeiro momento, disse se chamar Aparecido.

Ele apresentou um RG, que contava com informações falsas.

Questionado pela equipe, o homem confirmou que estava usando documento falso e repassou o nome de Djalma.

Em contato com a PM de Rondônia, foi possível confirmar que ele era foragido de Ji-paraná e que contra ele havia um mandado de prisão em aberto, com pena de 26 anos e quatro meses de reclusão.

SERIAL KILLER

Djalma Campos Figueiredo já chegou a ser condenado a mais de 40 anos por crimes de homicídio em série pela região central de Rondônia.

Após os assassinatos, ele tinha o costume de comer os olhos, a orelha e beber sangue das vítimas.

Em 2018, ele estava foragido e acabou sendo recapturado, também após denúncias de populares.

IMPORTÂNCIA DE AÇÃO

O comandante do 9º Batalhão da PM, tenente-coronel Wanderson da Silva Sá, destacou que a PM tem por função constitucional a realização do policiamento ostensivo. “Trabalhamos com a prevenção dos crimes em todos os seus potenciais.

Temos a sociedade como principal parceiro de nossas ações, nisto a necessidade de sempre estarmos em consonância com os ditames sociais.

Intensificamos nossas metodologias de trabalho de forma mais simples e eficaz, costumo usar o que chamamos de ABC (Abordagem, Busca e Checagem).

Para tanto, o auxílio por parte da sociedade é vital para nosso sucesso na garantia da segurança pública, você cidadão é quem realmente faz a diferença”.

 

Fonte: Olhar Direto

Fotógrafo: Divulgação

Para entrar em nosso Grupo de Notícias do WhatsApp - Facebook - Telegram
CLIQUE UM DOS GRUPOS