Voltar Publicada em 12/06/2021 | Ji-Paraná

Em Ji-Paraná, empresário morre de Covid-19, mesmo com a segunda dose da vacina


 

Para entrar em nosso Grupo de Notícias do Facebook
CLIQUE NO GRUPO

Ele estava internado havia duas semanas no Hospital dos Acidentados em Cacoal. Intubado em uma UTI, o caso dele se tornou gravíssimo. Jurandy fazia parte do primeiro time de pessoas imunizadas em Ji-Paraná (RO).

Ele já havia tomado as duas doses da vacina Coronavac. Por  algum motivo não teria desenvolvido anticorpos suficientes e acabou contraindo o estágio grave doença.  Jurandy da Pax deixa os filhos Nilton, Juliany, Luciany e Luciano, além dos netos Lucas, Bárbara, João Antônio, João Miguel e David. 

A chegada do corpo a Ji-Paraná está previsto paras às 6 horas de hoje e o cortejo fúnebre está previsto para sair da Pax Nacional às 10 horas com destino ao Cemitério da Saudade, no segundo Distrito.

Família numerosa

O empresário Jurandy era o segundo filho de uma família numerosa: 15 filhos. Ele nasceu no dia 19 de abril de 1945 no Mato Grosso.  Ainda jovem se mudou para Goiana, de onde partiu para Rondônia casado com Luzia Motta.

Sentimento

Cinco dias antes de completar 76 anos, Jurandy ligou para o jornalista Roberto Gutierrez para lamentar a morte do amigo Roberto Suares Chanches, o Roberto do Foto, que morrera de Covid-19 na Bolívia, cuja notícia estava publicada na Folha de Rondônia News.  Jurandir falou sobre a importância do amigo que era um dos fundadores do Lions Clube em Ouro Preto.

Fonte: Rul / OportalRO.com

Fotógrafo: Divulgação

Para entrar em nosso Grupo de Notícias do WhatsApp - Facebook - Telegram
CLIQUE UM DOS GRUPOS