Voltar Publicada em 09/09/2021 | Porto Velho

COVID-19 – Jovem de 25 anos contaminada com variante delta em Porto Velho já está curada


 

Para entrar em nosso Grupo de Notícias do Facebook
CLIQUE NO GRUPO

Em coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (9), a secretária municipal de saúde, Eliana Pazini, e a adjunta, Marilene Penati, anunciaram que a jovem, de 25 anos, positivada com a variante delta da Covid-19 em Porto Velho, já foi curada da doença.

Segundo a Semusa, a paciente reside no Bairro Planalto, na Zona Leste da cidade. De acordo com a secretária Eliana Pazine, a jovem foi imunizada apenas com a primeira dose da vacina contra o coronavírus no dia 2 de agosto, e no dia seguinte apresentou os primeiros sintomas da doença, ou seja, já estava com o vírus.

“Ainda não tinha dado tempo para fazer efeito. Ela foi atendida pelo município, foi medicada e fez os exames necessários. Ela respeitou todas as regras, teve apenas sintomas leves e ficou em quarentena”, disse a secretária.

Como a pesquisa genômica, exame específico para da detecção da variante delta, ainda não é realizada em Rondônia, a amostra precisou ser enviada para o Rio de Janeiro, o que resultou na demora do monitoramento da paciente, que estava em quarentena. “Quando o resultado chegou, a paciente já estava curada. A amostra foi enviada no dia 11 de agosto, e o resultado saiu no final do mês. Então, é um tempo longo e pode haver uma disseminação muito grave”, disse Marile Penati.

A Semusa informou que continua rastreamento por onde a jovem esteve, e os possíveis contatos de quem ela pode ter sido infectada pelo vírus. “Nossas equipes já estão em campo. Houve uma demora nos trabalhos porque recebemos a confirmação recentemente, e não houve tempo abio de terminar todo o monitoramento, que é continuo”, explicou Eliana Pazini.

A secretária adjunta informou que em nos próximos meses a pesquisa para a detecção da variante delta, deve começar a ser realizado em Rondônia, o que vai dar mais agilidade no trabalho de monitoramento e rastreamento dos casos. “Como ainda não é realizado a pesquisa no estado, precisamos tomar os cuidados necessários”, disse Eliana Pazini.

Durante a coletiva, a adjunta destacou a importância da vacinação contra o Coronavírus. “É necessária à imunização com a primeira, e segunda dose da vacina, porque ela quem vai fazer com que e pessoa infectada tenha sintomas leves”, orientou.

Fonte: Rondônia Agora / OportalRO.com

Fotógrafo: Divulgação

Para entrar em nosso Grupo de Notícias do WhatsApp - Facebook - Telegram
CLIQUE UM DOS GRUPOS