Notícia publicada em 27/08/18 - 13:15 | Política | Ouro Preto
Carlos intensifica campanha na Região Central do Estado
O futuro senador de Rondônia, Carlos Magno (Progressistas), cumpriu intensa agenda neste final de semana
Assessoria

Assessoria


O futuro senador de Rondônia, Carlos Magno (Progressistas), cumpriu intensa agenda neste final de semana, na Região Central de Rondônia. Caminhadas, visitas e reuniões foram alguns dos compromissos realizados em Jaru, Ji-Paraná, Vale do Paraíso, Mirante da Serra e Ouro Preto do Oeste, seu domicílio eleitoral onde foi prefeito por dois mandatos (1996-2004). Por seu trabalho pelo setor produtivo e representatividade com o homem do campo, Carlos Magno fez questão de começar a caminhada pela Rodoviária dos Colonos, em Jaru. Comerciante em um box na rodoviária, seu Raimundinho foi o primeiro a receber Carlos Magno. “O Carlão está sempre aqui com a gente, no meio dos amigos que ele conquistou com essa humildade e com muito trabalho”.




Essa proximidade de Carlos Magno com o produtor rural vem desde a década de 70, quando chegou em Rondônia recém formado em Técnico Agropecuário. Trabalhou nos seringais de Ouro Preto, ajudou nos reassentamentos e nas demarcações de terras até assumir a coordenadoria do Incra, na mesma cidade. Dona Nitinha (62) lembra bem dessa época. “Em 79 chegamos em Ouro Preto vindos da Bahia em pau de arara. Eu, meu esposo, três filhos e mais outras famílias. Fomos morar embaixo de uma lona, no meio do nada. Quem nos ajudou foi esse homem aqui, que arrumou trabalho pro meu marido nas lavouras de cacau”. A declaração feita durante visita de Carlos Magno na residência do casal, que vive hoje em Jaru.




Em Ouro Preto os compromissos iniciaram na feira do produtor. Acompanhado dos candidatos a governo, Acir Gurgacz (PDT) e senado Jesualdo Pires (PSB), Carlos Magno cumprimetou os amigos, relembrou histórias do passado e recebeu apoio à sua candidatura. Uma das barracas visitadas foi a do “Seu Zé”, que comercializa remédios naturais. “Esse homem cuidou de mim, fez muitos remédios na época em que eu estava muito doente”, contou Carlos Magno.




Da feira a comitiva seguiu para o comércio popular no “Três Coqueiros”, onde encontraram as comerciantes Sônia e Berenice. Ambas lamentaram a falta de movimento no comércio e a baixa nas vendas no local, que funciona como um camelódromo. “Precisamos de ajuda, tem que ter alguém pra olhar por nós. Estamos muito desanimadas, quase desfalecendo”.


       
Comentários

 

Imprimir

 

Calendário

TV Online

Rádio Rondônia

Rádio Esperança

Publicidade

Facebook

Todos direitos reservados a O Portal RODesevolvimento de Websites