Notícia publicada em 28/05/18 - 11:53 | Política | Brasília
“O trabalhador não pode pagar o rombo", diz Netto
O parlamentar comentou que este é o 11º aumento do preço da gasolina nos últimos dezessete dias
Assessoria

Assessoria


O aumento do preço dos combustíveis e a paralisação dos caminhoneiros em Rondônia e por todo país foram tema de discussão na Câmara dos Deputados na última sessão deliberativa realizada na quarta-feira (23). Durante as votações, o Deputado Federal Expedito Netto (PSD-RO) se pronunciou sobre o tema em defesa da população que não pode pagar, mais uma vez, as dívidas do governo.  “Fica claro que o governo federal quer cobrir o rombo das contas públicas à custa do trabalhador. Se nada de concreto for feito, motoristas de caminhão e carretas não poderão transportar nenhuma carga, pois o combustível representa parte considerável dos custos do frete”, declarou Netto. O parlamentar comentou que este é o 11º aumento do preço da gasolina nos últimos dezessete dias, atingindo a exorbitante marca dos 16,08%. Já o diesel acumula alta de 12,3% desde o dia 1º de maio.


 


Na avaliação do deputado, a justificativa da companhia de que os preços seguem as oscilações do mercado internacional e do câmbio não convencem ninguém. “O aumento dos preços dos combustíveis certamente será repassado aos demais produtos e é a população que pagará novamente essa conta”, comentou. Em Rondônia, a greve dos caminhoneiros chega no 4º dia. Alguns municípios, além da falta de combustível, enfrentam desabastecimento de água mineral e produtos alimentícios, redução da frota de ambulâncias, diminuição no efetivo do transporte público e racionamento de energia elétrica em alguns municípios.


 


Em defesa do povo




Desde o início do seu mandato, Expedito Netto tem como uma de suas pautas principais na Câmara dos Deputados o trabalho em defesa dos trabalhadores e da população. O parlamentar foi o único deputado de Rondônia a votar contra a Reforma Trabalhista.


 


Durante suas visitas aos municípios de Rondônia, Netto conversa com a população para ouvi-los sobre futuras votações polêmicas da Casa. Tais conversas são resultado do posicionamento do parlamentar em grandes votações da Câmara e o interesse dele na opinião do cidadão. Netto votou a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, contra o arquivamento da denúncia do Presidente Michel Temer, votou sim ao afastamento e cassação de Eduardo Cunha, votou contra a PEC 241 que congelava gastos com Saúde, Educação e Assistência Social por 20 anos e já se posicionou contra a Reforma da Previdência. "São os trabalhadores que fazem girar as engrenagens do Estado e merecem toda consideração. Por isso, serei sempre contra qualquer medida que interfira e prejudique a vida do trabalhador e de toda população", enfatizou Expedito Netto.


 


 


       
Comentários

 

Imprimir

 

Calendário

TV Online

Rádio Rondônia

Rádio Esperança

Publicidade

Facebook

Todos direitos reservados a O Portal RODesevolvimento de Websites