Notícia publicada em 26/02/15 - 22:52 | Acidente | Rondônia
Menino de 11 anos tem olho perfurado por vergalhão
Criança tropeçou quando ia buscar produtos de limpeza em uma sala, Cirurgia foi realizada com sucesso
Oportalro.com

Oportalro.com...

Ísis Capistrano

G1/ RO


Um menino de 11 anos teve o globo ocular perfurado por um vergalhão na última quarta-feira (25), em Vale do Paraíso. O acidente ocorreu por volta de 6h da manhã na Escola Família Agrícola (EFA), onde o jovem estuda. De acordo com a mãe do estudante Alessandra Ribeiro Lukachinski, a criança passou por cirurgia no Hospital Infantil Cosme e Damião, em Porto Velho, e apresenta quadro estável.




Alessandra explicou que o menino tropeçou ao passar por um local em obras e caiu em cima do vergalhão quando ia buscar produtos de limpeza em uma sala da escola. Ela relata que, por sorte, o menino não tentou arrancar o objeto e agradece aos que prestaram socorro. "Foi um milagre de Deus. Os bombeiros chegaram rápido e um professor o acompanhou. Ele dizia que estava com medo de ficar cego, mas já se passaram mais de 12 horas da cirurgia e está bem", comemora.




A criança foi socorrida pelos professores que chamaram o Corpo de Bombeiros. Primeiro ele foi encaminhado para o Hospital Municipal Laura Maria Braga, em Ouro Preto do Oeste, e, após primeiro atendimento, teve que ser transferido para o Hospital Infantil Cosme e Damião.


 
O estudante viajou cerca de três horas até Porto Velho. Na capital, a equipe constatou pela tomografia e raio-x que o globo ocular foi atingido, mas a estrutura do olho estava preservada e o vergalhão não atingiu a parte interna do cérebro. "A cirurgia demorou cerca de uma hora'', relata Lukachinski. Apesar do desespero, a mãe do menino, que também é professora, diz que trata-se de um acidente. "Sei como é menino. Já viajei acompanhando filhos de colegas que se machucaram na escola", relata.




A operação para retirar o vergalhão foi realizada em conjunto com cirurgião e oftalmologista. Segundo a diretora do hospital, Antonieta Rodrigues, o precedimento demorou em razão da limpeza do ferimento, já que a barra de ferro estava enferrujada. A diretora explicou que a preocupação maior no momento é de uma possível infecção. "Ele será acompanhado com oftalmologista e neurocirurgião. Vamos seguir acompanhando o quadro clínico. No momento está estável", esclarece a diretora.


 


 


       
Comentários

 

Imprimir

 

Calendário

TV Online

Rádio Rondônia

Rádio Esperança

Publicidade

Facebook

Todos direitos reservados a O Portal RODesevolvimento de Websites